Como acabar com o bloqueio criativo!

Quem trabalha com algo que te obriga a ser sempre criativo sabe que chegamos em um ponto onde parece que a criatividade do cérebro foi drenada e ideias novas são impossíveis. A gente entra em um modo automático (mandando um oi especial pra criar conteúdo pra rede social pra mais de 1 mês de uma vez para algumas empresas diferentes ao mesmo tempo, que é o que faz isso comigo mais do que qualquer coisa) por ter prazos e isso pode ser um veneno para ter ideias novas e não se esconder dentro de uma caixinha! Esse é o tal do bloqueio criativo.


Log off

Vai pro mundo, pode não ser um campo de flores como este aqui, mas já vale ir na janela, ler um livro, rabiscar e não usar o celular.

Não sei quantas vezes já falei disso aqui e no meu Instagram (inclusive, me segue? está rolando um sorteio maravilhoso por lá: @judornellas), mas de verdade, saia da internet. Se afaste do celular, de rede social, da televisão, não é “entre 30 minutos”, é nem entre, avise todo mundo que não vai responder o WhatsApp durante (que seja) um dia no final de semana (se não puder fazer mais), mas fica off um pouco.

De início pode te deixar meio afobado se você não está acostumado com isso, mas deixe algumas horas passarem, faça coisas fora da internet, vai desenhar (não desenho digital, por favor), pintar, cantar, tocar um instrumento sem se preocupar com nada, ouvir música fazendo altos nada, ler um livro por horas sem pensar “vou mostrar nos stories” e se pensar, é sério, não mostre, larga isso por um dia.

A gente é bombardeado demais com informação na internet, a gente sabe disso. Quando a gente se afasta disso, a cabeça esvazia um pouco e é como se liberasse um espaço pra você criar e não só absorver conteúdo.


Diurno ou noturno?

Não lembro de termos em português que signifiquem exatamente o mesmo que “night owl” e “early bird“. Eles significam um pouco mais (na minha opinião) isso de quando você funciona melhor, que horário você é criativo, produtivo porque afinal, a nossa sociedade é diurna mas eu sou uma night owl (na tradução literal seria coruja da noite.

Tem o tal do “5am club”, sabem? Pessoas que acordam as 5 da manhã porque assim o dia rende super bem e elas ficam muito bem com isso assim que elas se acostumam a acordar nesse horário e adaptam seu sono para isso também. Pense, ao meio dia você já pode ter feito tanta coisa! Mas apesar de eu sonhar com isso e achar a ideia maravilhosa, não funciona para mim. De manhã meu cérebro não é 1/20 do que é de noite e eu posso estar morrendo de sono as 22h, mas minha cabeça vai estar girando muito, cheia de ideias, com uma vontade de produzir e por a mão na massa que se eu ignoro, é desperdício porque de manhã nem das ideias eu lembro (mesmo que eu anote, eu sempre esqueço de metade) e a motivação toda, morre. Chego a começar a dormir e acordo do nada com uma ideia pro blog.

Descubra que horário você funciona melhor, por mais que você ainda seja obrigado a trabalhar com a criatividade de manhã, por exemplo, de noite você pode pelo menos absorver as ideias, construir elas mentalmente, literalmente ter elas, idealizar e deixar para simplesmente produzir esse algo novo de manhã.


Papel e caneta

Ou que seja, um tablet com alguma caneta digital para você escrever ou desenhar, mas nada de digitar, sai disso um pouco. O app que eu uso para isso é um que valei neste por aqui.
Não é nem questão de “saia da internet, pegue papel e caneta igual faziam antigamente”, é pra ter total liberdade, não ser limitado por uma tabela ou a tela do computador pra conseguir realmente sair da caixinha.

De onde tem que vim a sua ideia? Se ela é pra algo relacionado à decoração, por exemplo, comece por aí e vá anotando o que surge na sua cabeça. Sejam cores, materiais, nomes, filmes que tinham algo, vá seguindo isso.

Para um posts aqui do blog, vou mostrar mais ou menos o que aconteceu:

Isso aí segue por um longo caminho, cheio de rabiscos, desenhos pequenininhos e setas até virar um post sobre alguns dos meus personagens favoritos que você pode ver aqui. Eu só sabia que queria fazer algo relacionado à entretenimento, se era música, indicando filme, falando de shows, algo sobre séries, nem isso eu imaginava. Mas acabei em personagens seguindo essa minha primeira linha de pensamento e esse foi o post que resultou, além de alguns planos para outros posts que ainda não vou contar muito sobre.


Seu estilo!

Quando a gente se afasta demais do que a gente gosta, a gente fecha nossa mente. Por causa do blog, do meu instagram e tal, eu crio muito conteúdo para mim mesma! Sei que muita gente passa pelo mesmo e às vezes pode ser complicado se encontrar no que você cria.

Por exemplo, olha a identidade visual de outros blogs e olha a desse (inclusive a do Lua de Vênus vai mudar sim, mas isso ainda vale para a nova), a logo já foge completamente do que é a da maioria das outras pessoas é, sabe? No geral é bem mais digital, feminina e eu tentei desesperadoramente me encaixar nisso lá no início do blog (na época que troquei a logo várias vezes, alguém lembra?) porque acreditava que isso iria chamar o público certo mas na verdade, o público certo é o que se identifica comigo.

Resumindo, se inspire, se jogue nas referências, mas lembre-se que é uma inspiração, uma referência e o produto final não precisa ser totalmente baseado nisso, coloque um pouco de você nisso, da sua criatividade. Pra mim, quando eu me afasto muito do que eu curto e acho realmente legal, eu também boicoto a minha criatividade.


Escreva, mesmo que não faça sentido!

Um youtuber britânico que eu gosto muito que me ensinou isso e na verdade, ignorei essa dica por muito tempo o que foi um erro.

Quando eu digo só escreva é só escreva. Mesmo que não faça muito sentido de início (e se não fizer, é porque você está fazendo isso certo), só comece com seja o que estiver na sua cabeça e siga dali. Você vai mudar de assunto no meio, sair do rumo mas não importa, continue, deixe o seu cérebro dar as voltas esquisitas dele que por algum motivo, isso parece ser a coisa mais libertadora para a criatividade no mundo.

Quando menos você se preocupar com o que está escrevendo e deixar fluir, mais facilidade você vai ter para surgir algo novo na sua cabeça. Juro, já cheguei a ficar dicas procurando ideias e em 2 linhas tive uma fazendo isso.

De novo, não foque em pontuação, em ser repetitivo, nada disso. Só solte as ideias, suas estranhezas que vão de alguma maneira de um assunto bem sério para pizza com abacaxi e só aceite como a sua cabeça funciona. Ela vai te agradecer com criatividade.


Ambiente criativo!

A gente pode não controlar onde ficamos, mas podemos mudar um pouco as coisas de lugar no nosso quarto, imprimir fotos ou imagens que você curta e jogar na parede e uma luz diferente (colorida por exemplo) pode deixa tudo mais divertido e sem gastar muita ou quase nenhuma grana. A ideia é só deixar as coisas não cairem totalmente na mesmice.

No trabalho temos menos controle, mas pode ser uma plantinha na sua mesa, um livro que você curta muito e te traga paz, uma caneca diferente para o seu cafézinho de sempre, alguma coisa que te tire de uma rotina, coloque algo diferente nela todo dia e o que muda tudo pra mim (e transforma quase qualquer lugar em algo bem mais estimulante pra minha cabeça): música.

Faça uma playlist para quando você está de cada maneira. Eu por exemplo tenho uma com umas músicas mais nostálgicas que me deixam muito animada (tenho que me segurar pra não sair batucando a mesa em lugar público) e produtiva, mas quando minha cabeça está muito cheia, com enxaqueca ou estou com ansiedade, eu não consigo raciocinar ouvindo elas, então escuto uma playlist que eu fiz para quando estou com a cabeça desse jeito, mais pesada. Tenho outra que me deixa de bom humor (ou pelo menos, melhora ele), sigo por aí e isso ajuda muito! Acho que isso é muito pessoal, mas se quiser ver as minhas playlist, clique aqui.

Só lembre-se de não deixar com que um trabalho que veio da sua criatividade vira algo automático, o ócio criativo é relevante para manter a sua mente rodando.


A verdade é que é os truques são basicamente conseguirmos liberarmos um pouco de espaço na nossa cabeça para criar e não só absorvermos o que vemos sem termos tempo de compreender tudo de verdade, organizar as ideias até que algo faça sentido, manter tudo sempre se movendo para não cair na mesmice e por consequência, no tal bloqueio criativo.

Espero que isso te ajude, me ajuda! Agora eu vou seguir minha procura para lutar contra o monstro da procrastinação e quem sabe, isso também vire um post por aqui.


Você já me segue no Instagram? Lá eu aviso quando saí post novo, além de postar tutoriais nos stories e muitas fotos! Ah, fala comigo pela dm, juro que sou legal!

J.D


Siga o blog e saiba antes de todo mundo que tem post novo no Lua de Vênus.
siga no BLOGLOVIN +  ou  + siga no BLOGS BRASIL +

1 Comment

  1. Oi Ju!
    Adoro seu conteúdo e criatividade e todas as dicas aqui e no stories do insta!*-*
    Esse negócio de bloqueio criativo é tenso, mas as dicas que você deu são ótimas, geralmente eu faço o que você falou de sair da internet, vou caminhar, olhar a rua, pensar em outras coisas!
    Sou totalmente o contrário de você, bem diurna e só funciono mesmo de manhã!Hahaha!
    Beijos e continue o excelente trabalho que eu vou continuar acompanhando!<3

Deixe uma resposta