F.A.Q: dieta sem glúten!

#GlutenFree: Não sei você já sabe, mas eu vivo 100% sem glúten fazem quase 2 anos, no meu caso é por um problema de saúde, (então, se as suas dúvidas são sobre a Doença Celíaca e a dieta sem glúten para ela, que é um pouco diferente, então espere que ainda vai sair um post sobre isso, tudo bem? Para que ele saia mais rápido, me conta se quer o post aqui e principalmente, no meu Instagram! @judornellas) resumindo, posso te ajudar a tirar suas dúvidas sobre como é isso, viver sem glúten para quem simplesmente quer cortar isso da dieta ou é só intolerante! Quero dizer, será que simplesmente cortar o glúten da dieta realmente emagrece? Continue lendo que eu expliquei direitinho tudo isso!

  1. Quais são alimentos mais comuns que contém glúten?

    Foque nos ingredientes que tem glúten: trigo, cevada, malte e aveia. Então os mais comuns acabam sendo o pão, macarrão, bolos, bolachas (ou biscoito? Fica dúvida), cerveja, farofas, alimentos empanados, granola e pizza! Mas não entre em pânico, existem opções sem glúten de todos esses alimentos então nenhum deles está excluído para sempre da sua dieta, você não vai ter que viver de legumes e frutas para todo o sempre.

  2. Quais alimentos posso substituir quando tiro os alimentos que tem glúten?

    Existe opção sem glúten para tudo, então não é preciso realmente substituir nada, por exemplo, o pão não precisa ser jogado fora e substituído por tapioca, é só comer pão sem glúten! Mas, por exemplo, o que fazemos muito aqui em casa é fazer receitas comuns que pedem glúten (trigo) e então simplesmente trocamos ele por farinha de arroz e amido de milho! (Mistura de farinhas é uma dica muito boa na hora de fazer alguma massa sem glúten, fica bem mais gostoso e existem essas misturas prontas.)

  3. Tem diferença muito grande nos gostos?

    Sinceramente, na maioria dos alimentos não tem diferença, é só questão de achar os produtos que você quer em marcas gluten free (fica a dica das marcas Schar e Beladri)! Minha família prefere macarrão sem glúten inclusive; os bolos são muito bons, mais macios, leves e fofinhos; no Brasil é complicado achar bolacha sem glúten recheada (estilo Oreo ou Trakinas) que seja gostosa, a Schar tem algumas opções mas a melhor de todas eu só encontrei no canada e é da Glutino, mas em compensação, existem muitos biscoitos com chocolate e coisas do gênero muito bons de opção para quem quer adicionar uns açúcares na dieta, o único “problema” é o pão.

    Não vou mentir e dizer que é igual o sem glúten porque não é, são bem mais esfarelentos que o normal. Outra coisa sobre pães sem glúten é que alguns deles simplesmente não parecem pães visualmente e pelo menos para mim, os melhores são esses, quero dizer, o meu favorito é cinza por dentro e a casca dele é branca (bizarro, eu sei), mas ele não esfarela e é isso que importa para mim. Mas existem outras opções boas, não é o fim do pão na sua vida.

  4. Foi difícil se adaptar aos novos hábitos?

    O glúten está no trigo, cevada, malte e na aveia (a não ser que a aveia seja dos Estados Unidos ou Canadá, de acordo com a minha médica), quase tudo o que comemos tem aquele aviso de “contém glúten” na embalagem, é uma mudança muito drástica e nada poderia ser mais normal do que ter dificuldade em se adaptar com isso. Uma boa dica é pesquisar sobre marcas e produtos sem glúten o mais rápido possível, assim você não sofre com o “mas eu queria comer isso e não tem”, mas, de qualquer maneira, é mais complicado achar os produtos e da uma boa diferença, inclusive financeira porque tudo é bem mais caro.

    Mas essa mudança é algo muito pessoal. Sei que a maioria que corta o glúten sofre com a mudança (principalmente se, assim como eu, não pode mais comer fora de casa por ser celíaco e de repente, 99% das opções “glúten free” na sua frente, deixam de ser opções por não serem realmente sem glúten) o que é muito normal, é uma mudança muito grande do nada!

    Se a questão é se eu senti dificuldade, então, eu não achei difícil, mas foi por causa de toda a mudança positiva que eu senti na minha saúde. Como eu disso, é algo muito pessoal e não tem problema nenhum sofrer com todo esse rolo de gluten free, mas eu simplesmente fiquei feliz que eu descobri o que me fazia mal, mas explico melhor isso neste post aqui.

  5. Do que mais sente falta?

    Não preciso nem pensar antes de dizer que é pão bisnaguinha e poder comer em qualquer lugar (coisa da doença celíaca, que o motivo que EU não como glúten).

  6. Quais alimentos que a gente não imagina que tem glúten:

    O que me surpreendeu muito foi o achocolatado e chocolates no geral! Uma vida sem Ovomaltine, Nescau e Toddy e praticamente sem comprar chocolate na hora de pagar no caixa. Tem achocolatado sem glúten sim, como o Chocolate em Pó 2 Frades que é maravilhoso e mais velho que a sua vó. Já o chocolate normalmente são os mais carinhos ou menos conhecidos perdidos nas prateleiras dos mercados, a Cacau Show tem alguns sem glúten e Kopenhagen é praticamente inteira sem!

    Sem querer soar dramática, mas basicamente tudo pode ter! Mesmo, leiam as embalagens, você consegue achar basicamente qualquer alimento com glúten, por exemplo, molho shoyo, yogurts, queijos, vina (salsicha se você não for de Curitiba), molhos, leite condensado, creme de leite, margarina, balas (uma saída de UBER me fez comer glúten sem querer) e por aí vai.

  7. Perdeu peso depois que parou de comer alimentos com glúten?

    Agora vem a grande questão e várias coisas mal explicas. A grande ideia de uma dieta sem glúten é cortar alimentos com glúten que fazem mal e engordam como o pão, macarrão, a pizza e a bolacha recheada, então, teoricamente, se você corta o glúten, você não come essas coisas. O problema é que existem todas essas coisas na versão sem glúten, se você simplesmente trocar uma pela outra, a não ser que você seja intolerante ou tenha alguma reação alérgica que impacta o seu peso quando ingere glúten, o seu peso ficar na mesma ou muda muita pouca coisa. Ao contrário do que a maioria pensa, a grande maioria dos produtos sem glúten industrializados são doces (tem bem menos coisa salgada) e muito calóricos.

    Quero dizer, cortar o trigo e bebidas como a cerveja ajudam a perder peso, mas, simplesmente cortar o glúten e comer os industrializados gluten free não faz ninguém emagrecer.  Cortar o pão, a pizza, a cerveja e etc é que faz você emagrecer e não é o glúten sozinho que faz com que essas comidas engordem do jeito que engordam. Sim, glúten incha e não é exatamente saudável, mas, além disso, cortar ele 100% da sua dieta pode fazer com que você desenvolva intolerância a ele e não necessariamente vai te trazer o resultado que você espera.

    A grande coisa da dieta sem glúten é que ela te dá a oportunidade de comer muito mais legumes, salada e frutas já que eles não contém glúten, incentiva que você coma uma tapioca que é saudável (mas bem calórica e pode estar cheia de Nutella, o que complica bastante as coisas) mas quero dizer, simplesmente comprar alimentos sem glúten não vai fazer você perder peso. Basicamente, o que muda algo de verdade é a reeducação alimentar que vem com uma vida sem esses alimentos e não o glúten em si.

    Na verdade, eu perdi muito peso depois que cortei o glúten mas não foi por simplesmente parar de comer ele, foi pela Doença Celíaca, longa história, mas não foi porque simplesmente não como glúten.

  8. Por que não ingerir glúten?

    Se você é intolerante, celíaco ou tenha qualquer problema de saúde com o glúten, de verdade, corte da sua vida. Não vai fazer falta, você se acostuma e a sua saúde vai mudar mais do que você imagina, vale todo o esforço. Se for para emagrecer eu já expliquei, não é tão simples assim, glúten não é causa de todos os quilinhos a mais nesse mundo. Se for para ser mais saudável, sinceramente, faça isso se for a sua vontade! Não acho que seja preciso cortar o glúten para ser saudável mas pelo seu próprio bem, coma um pouquinho de glúten de vez em quando, nem que seja uma bolacha integral de chia que tem glúten, não importa, é só para não criar uma intolerância! Fechou?

Ficou um post bem comprido, mas bem completo, o que é a ideia! Se você ainda tem alguma dúvida, pode me mandar nas redes sociais, na dm do Instagram que é como a maioria fala comigo ou comentar aqui em baixo se achar melhor! Já dei dicas para um dieta sem glúten por aqui e sinceramente, tem muita coisa para falar sobre o assunto!

Se eu não respondi suas dúvidas que falem sobre contaminação de glúten, a Doença Celíaca, o que glúten tem com ela, porque a dieta é um pouco diferente quando falamos dela é que saiu um post inteiro focado só nisso! Que tal?

Lembrando que eu não sou médica, nutricionista ou nada do gênero, simplesmente vivo completamente sem glúten ou contaminação dele, por isso pesquisei horrores e aprendi na prática muito sobre o assunto!

(J.D)


Siga o blog e saiba antes de todo mundo que tem post novo no Lua de Vênus.
siga no BLOGLOVIN +  ou  + siga no BLOGS BRASIL +

twitter – tumblr – fanpage – instagram

Deixe uma resposta