Minhas animações favoritas!

Que atire a primeira pedra quem não adora um filme de criança. Sinceramente, eu achei que seria fácil fazer esse post, como me enganei. Assim que parei para pensar nas animações que mais marcaram a minha vida eu fui me afundando em uma lista gigantesca repleta de nomes e me sentindo culpada só por pensar em contar alguns deles. O que, originalmente, seria um “top 3” virou uma lista enorme com cheirinho de nostalgia misturada com novidade!


Sabe aquele filme que sinônimo de infância? Então, para mim, é Irmão Urso. Este é o filme que eu nunca duvidei que faria parte dessa lista, todos os personagens são praticamente uma parte de mim, ou no mínimo, de quem me tornei. Não sei contar quantas vezes eu assisti a fita de Irmão Urso (sim, pois é, a fita) mas poderia assistir mais um milhão de vezes sem me cansar.

Juro, esse filme faz com que eu me sinta em casa, é uma sensação surreal de conforto e paz. Ah, e essa música é o hino da minha vida, felicidade e tudo o que há de bom. Por mais que ela não esteja na minha playlist de músicas favoritas, é porque ela simplesmente não está disponível no Spotify. Acredite em mim quando digo que se fosse uma opção, ela seria a mais ouvida sempre e eu sentiria muito orgulho disso.


Os curtas da Disney tendem a serem maravilhosos, mas, de longe, o meu favorito é I Lava You. Assista, cante e se apaixone.

Outros curtas legais são Dia e Noite e Presto!


Se a intenção é rir, a melhor opção é qualquer coisa relacionada os Kuzco, no caso, A Nova Onda do Imperador!

Com os mesmos personagens ainda temos um desenho animado que teve várias temporadas e A Nova Onda do Kronk que é igualmente maravilhoso ou quem sabe, até mesmo, melhor. Minha nostalgia não permite que eu escolha um favorito, então, o que eu recomendo é, comece com o do imperador e depois assista o do Kronk!


Este filme superou muito as minhas expectativas, no mesmo dia que assisti Sing Street eu assisti Cegonhas, ou seja, foi um ótimo dia para a parte cinéfila do meu cérebro e coração! A animação é super dinâmica, divertida, engraçada, emotiva e linda! Preciso dizer que me apaixonei ou isso já ficou bem claro?


Os mais novinhos não vão lembrar desse filme, porque, na realidade, ele é bem mais velho do que eu. The Sword in the Stone (A Espada Era a Lei) foi lançado originalmente em 1963 mas, até o início dos anos 2000, ainda passada muito na televisão. É a definição de um filme fofo e é a minha animação antiga favorita.

Ps: o Merlin me lembra o Dumbledore dos livros.


Quem me conhece sabe que alguma animação do Tim Burton com certeza estaria aqui! A minha escolhida é Noiva Cadaver, um filme que, na minha opinião, é a cara do Tim Burton. Apesar de mórbido (obviamente), o filme tem uma vibe divertida, bonita, colorida, fofa e inesquecível. O mundo dos vivos é completamente sem graça e sem cores, já o dos mortos é colorido e divertido, tem como não amar isso?

Vou falar uma coisa, poderia indicar literalmente qualquer filme do Tim Burton, inclusive Vincent (que foi o seu primeiro) porque todos estão entre os meus favoritos.


É a animação pra chorar. O filme não tem quase nenhuma fala e manteve a minha versão criança vidrada por duas horas mesmo assim. Só WALL-E conseguiria atingir este feito. Sinceramente, sou apaixonada por toda a história desse filme, é algo tão único, apaixonante e – de um jeito bizarro – podemos nos identificar dentro do enredo.

É a animação mais imersiva entre todas as que eu vou listar aqui e com certeza (apesar de acreditar que qualquer animação não tem idade máxima para seu público) uma das mais complexas e “adultas”, mas, mesmo assim, qualquer criança se apaixona por ela.


Esse filme, assim como o anterior e o próximo, são sinônimos de infância. Além disso, Bolt é aquela animação que ajudou a criar uma geração apaixonada por animais e eu amo isso.


Talvez não tenha sido apenas o filme que me conquistou, vou contar que passei quatrocentos anos jogando o video game do Ratatouille no meu bom e velho companheiro Playstation 2. Quero dizer, a história do filme é muito fofa, os personagens são para se apaixonar e de quebra, o jogo era sensacional.

Vale ressaltar a moral do filme que é uma das minhas favoritas até hoje! A propósito, Ratatouille faz 10 anos em 2017, dá para acreditar?


Nada como poder ver o Nemo de novo. Me encantei com Procurando Dory, me apaixonei de novo pelos mesmos personagens de sempre, a nostalgia foi pesada e eu não poderia ter ficado mais feliz com ela.


Eu sei, é um clássico, é lindo, é maravilhoso, é amável e coisa mais fofinha (e assustadora) desse mundo. Obviamente estou falando sobre Universidade Monstro e toda a sua genialidade.

Conhecem aquele raro acontecimento de gostar mais da continuação do que do filme original? Pois é isso mesmo que aconteceu. Não me levem a mal, eu gosto muito o primeiro filme, mas, não posso negar que este é sim o meu favorito.


Faltou tanto filme nessa lista! Por exemplo, Moana, Vida de Inseto, Alice no País das Maravilhas, Dia e Noite, Como Treinar Seu Dragão, Shrek, Zootopia, O Bom Dinossauro (maravilhoso, recomendo), Up e tantos outros. Acho que só pela quantidade de filmes que eu citei aqui já deu para notar o quanto eu gosto de animação. Elas conseguem me transformar na Juliana de nove anos rapidinho e nada no mundo consegue ser melhor do que isso.

(J.D)


Siga o blog e saiba antes de todo mundo que tem post novo no Lua de Vênus.
siga no BLOGLOVIN +  ou  + siga no BLOGS BRASIL +

twittertumblrfanpage instagram

Você também pode gostar de ler...

Leave a Reply